Primeiro progressista eleito para o cargo de prefeito de Nova Roma do Sul

Publicado em 18/01/2018 15:41 - Atualizado há 10 meses

Douglas Fávero Pasuch, que já era vice-prefeito nas gestões desde 2009, tem apenas 37 anos. Pai de uma filha de nove anos, sempre viveu na cidade, que tem pouco mais de 3.500 habitantes no interior da Serra Gaúcha. Douglas é formado em Ciências Contábeis com Pós-graduação em Administração Financeira.

Exemplo de gestão

Douglas mostra que com planejamento é possível atingir metas de gestão, mesmo no curto prazo. Para se ter uma ideia, a equipe da administração tem apenas quatro secretários, sendo que o próprio prefeito abraçou as secretarias de Agricultura e Fazenda. O vice também responde por duas pastas - saúde e administração. Na secretaria de obras, Douglas optou por nomear servidor público de carreira.

Nos recursos humanos, a ação foi reduzir a quantidade de funções gratificadas, horas extras e obrigar o registro de ponto biométrico para todos os servidores, inclusive médicos.

Na gestão administrativa, o gestor adotou a renovação de contratos de prestação de serviço sem a utilização de índices de reajuste, a abertura de novas licitações visando a redução de preços, além de medidas de menor impacto financeiro que estão sendo tomadas, como a não utilização de motoristas para deslocamentos do prefeito e vice e a redução significativa das diárias.

Prefeitura reajustou salários dos servidores acima da inflação e pagou dívida histórica

Mesmo após o reajuste dos salários do servidores municipais, a prefeitura vem apresentando redução na folha de pagamento, se comparado ao mesmo período do ano anterior. A gestão pagou também um precatório oriundo de processo dos servidores da área da saúde, que estava na justiça a mais de 12 anos e corresponde ao valor de uma folha de pagamento bruta. Segundo o prefeito Douglas Fávero Pasuch, as medidas tomadas não reduziram a qualidade e a quantidade de serviços públicos prestados. “Inclusive mantivemos, nas escolas, o turno integral em dois dias da semana.”, observa Douglas.

De acordo com Pasuch, as ações de investimento estão sendo executadas apenas com os recursos gerados e economizados nesse período. “Nossa prefeitura é bem salutar financeiramente e continuaremos com essas medidas durante o primeiro ano da gestão. Agora o nosso foco está na arrecadação: tomando medidas para melhorar e aprimorar os impostos que o município arrecada”, revela Douglas. As medidas que estão em andamento são a implantação da nota fiscal eletrônica de serviços e a reavaliação das plantas e valores dos imóveis.

Cidade lidera a saúde pública no estado

A Fundação de Economia e Estatística divulgou o ranking do Índice de Desenvolvimento Socioeconômico, colocando Nova Roma do Sul no topo do estado quando o assunto é saúde. Os critérios utilizados no estudo foram as condições gerais de saúde, a longevidade e a saúde materno-infantil. No último resultado, a cidade tinha conquistado a quarta colocação.

Entrando na Unidade Básica de Saúde é fácil perceber o porquê do resultado: a infraestrutura e a qualidade dos profissionais surpreendem os moradores. O resultado avaliou os dados de 2014, mas agora o objetivo é manter a posição. “Estamos buscando recursos para ampliar a Unidade Básica e implantar a Central de Exames.”, anuncia Douglas.

Na colocação geral do índice, englobando Saúde, Educação e Renda, Nova Roma do Sul conquistou a 54ª posição.

Sobre Nova Roma do Sul

Há mais de 130 anos, imigrantes poloneses, suecos e principalmente italianos, aventuraram-se pelo coração da serra gaúcha. Neste cenário de paisagens com vales profundos, rico em riachos, cascatas e vegetação densa, os imigrantes viveram a aventura de construir Nova Roma do Sul.

Localizada no Rio Grande do Sul, à 160 quilômetros de Porto Alegre, Nova Roma do Sul respira a sua história presente nas construções centenárias, na celebração a suas origens e nos sabores únicos de sua gastronomia.

Consolidada também como um polo de turismo de natureza, a cidade traz em seu roteiro diferente convites para a sua superação. Desafiando o relevo, corredeiras e as alturas, é possível quebrar o silêncio dos vales que apresenta condições ideais para atividades de aventura.

Foto: Júnior Lodi